Passe o mouse na imagem para ver detalhes + Ampliar

La Dama de Montrose 2010

La Dama de Montrose 2010 0% 0 [Seja o primeiro a avaliar]
País: França
Região: Bordeaux
Sub-Região: Willamette
Tipo: Tinto
Uva: Cabernet Sauvignon 64 % | Merlot 36 %
Produtor: Château Montrose
Harmonizações: Carnes de caça | Churrasco | Carnes Vermelhas | Massas | Pizzas | Queijos
Volume: 750ml
BRL 762.00 por R$ 762,00  
  • Adicionar a uma lista
  • Descrição

    Propriedade isolada e aparentemente remota, de onde se avista o estuário do Gironde ao norte de Saint-Estèphe. Seus vinhos têm um estilo próprio: tradicionalmente, estão entre os mais firmes de todos os Bordeaux, duros e intensos por um bom tempo, de sabor notadamente acentuado, mesmo quando maduros. Em 2006, a família Charmolüe, dona do Montrose desde 1896, vendeu a propriedade para os irmãos Bouygues que imediatamente modernizaram a propriedade. No mesmo ano trouxeram para Montrose Jean Bernard Delmas (antigo diretor de Haut-Brion) e Herve Berland (que por 40 anos esteve no comando do Mouton-Rothschild).

    Características

    Tipo: TINTO
    Graduação Alcoólica: 14%
    Cor: Rubi intenso com reflexos violáceos
    Aroma: Frutas vermelhas e negras maduras, como cerejas, framboesas, amoras e cassis, notas de chá preto, tabaco e baunilha e toques de café, moca e terra.
    Sabor: Encorpado, com taninos maduros e ótimo frescor. Seu final de boca é elegante e persistente, destacando-se por cerejas e framboesas e toques de tabaco.
    Acompanha: Carnes vermelhas grelhadas com molhos de média intensidade, preparações a base de cordeiro, ragus de carne, além de queijos maduros e embutidos.

    Temperatura de Serviço: 16ºC - 18ºC
    Amadurecimento: Second vin de um dos maiores nomes da margem esquerdade Bordeaux, Château Montrose, La Dame de Montrose 2010 é um dos melhores segundos vinhos de Bordeaux para Robert Parker. Estagiando em barricas de carvalho durante 12 meses, possui ótima complexidade aromática, com mirtilo, cassis, notas florais e elegante carvalho. Para o
    crítico norte americano deve melhorar ainda nos próximos 15 anos.
    12 meses em barricas de carvalho francês (15% novas)